O Programa ASCENDER também pertence à diretriz de Responsabilidade Social do Instituto IRIS. Com início em abril de 2007, tem como financiador a Fundação Kellogg e visa desenvolver uma nova visão de fazer negócios, aliando o desenvolvimento econômico com práticas socialmente responsáveis.

Apresentação do Projeto

No decorrer de seus sete anos de atividades, na busca da consecução de seus objetivos – investimento e responsabilidade social, o Instituto IRIS, relacionou-se com um grande número de empresários privados de diversos segmentos, associações de classes, organizações não governamentais e governamentais da Bahia, o que permitiu conhecer e até mesmo acompanhar a evolução das atuações destes entes no campo da Responsabilidade Social no território Baiano.

Entretanto, a análise da atuação destes atores nos faz concluir que a Responsabilidade Social na Bahia ainda é muito incipiente, há uma distância considerável entre o discurso e a prática cujas hipóteses para isto é a falta do conhecimento e de experiências práticas.

Com o propósito de construir aprendizagens em responsabilidade social e de possibilitar aos empresários uma reflexão crítica de sua atuação no contexto sócio-econômico e ambiental o Instituto IRIS desenvolve, com financiamento da Fundação Kellogg o Programa Ascender.

Objetivo

Fomentar a prática da responsabilidade e do investimento social empresarial na Bahia, principalmente em Salvador.

  1. Construir aprendizagens em responsabilidade social por meio de processos formativos envolvendo pessoas, organizações e projetos no setor privado, público e do terceiro setor.
  2. Fomentar a prática da responsabilidade e do investimento social empresarial no Estado da Bahia.
  3. Formar e fortalecer uma rede de empresários comprometidos com o desenvolvimento social na Bahia e conseqüentemente na região nordeste do Brasil.
  4. Criar uma rede de associados ao Instituto de Responsabilidade e Investimento Social – IRIS que contribuam com a sustentabilidade institucional da organização.

Justificativa

Segundo pesquisa realizada pelo Instituto de Pesquisas Econômicas e Aplicadas – IPEA – segunda edição 2006 – de 2000 a 2004 – as empresas privadas brasileiras com ações sociais cresceram de 50% para 69%; quase 600 mil empresas, aplicaram R$ 4,7 bilhões – 2004; crescimento em ações sociais das micro-empresas representou 12% e das empresas de médio porte 20%.

A pesquisa também aponta um significativo crescimento (19%, entre os anos de 2000 e 2004), na proporção de empresas privadas localizadas na Região Nordeste que realizaram ações sociais em benefício das comunidades. Entretanto, grande parte destes recursos têm sido focalizados em ações pontuais e assistencialistas, não colaborando desta maneira na construção do desenvolvimento social sustentável.

Preocupado em colaborar para que este investimento não ocorra de forma pulverizada, pontual e desalinhado a missão da empresa, dispersando, recursos e energia do investidor, o Instituto IRIS, por meio do Programa ASCENDER pretende fomentar a prática da Responsabilidade Social Empresarial na Bahia, principalmente em Salvador, através da construção de rodas de diálogos e fóruns de debates, proporcionando a troca de conhecimentos e experiências entre os gestores de diversos segmentos. Almejando, assim, contribuir para a busca de soluções para questões sociais identificadas como prioritárias.

Etapas

Com o Propósito de fomentar a prática da Responsabilidade Social Empresarial na Bahia, principalmente em Salvador, o Instituto de Responsabilidade e Investimento Social – IRIS promoverá seis encontros de discussão da temática, sendo quatro rodas de diálogo e dois fóruns de debates. Os encontros possuem o intuito de propiciar a troca de conhecimento e experiências práticas entre os gestores de diversos segmentos, permitindo a construção de aprendizagens em responsabilidade social.

  • Roda de Diálogo:
    Espaço criado para discussão e a problematização da temática da responsabilidade social com as partes interessadas (lideranças do setor privado, público e terceiro setor).
  • 2. Fóruns Itinerantes de Debate:
    Construção de espaço político itinerante de discussão e formulação de estratégias de apoio a Responsabilidade e ao Investimento Social.
  • 3. Sistematização dos aprendizados:
    Elaboração de documento contendo a síntese das discussões e aprendizados gerados pelo Programa Ascender.
  • Pesquisa
    O Projeto contempla pesquisas, para auxiliar os estudos das práticas organizacionais no campo da responsabilidade social. Uma primeira pesquisa qualitativa foi realizada com o objetivo de identificar os diferentes perfis de atuação das organizações de classes baianas quanto ao fomento da responsabilidade social em seus segmentos.
  • Caderno de aprendizagens
    Objetiva publicar os pensamentos e aprendizagens resultados das ações deste Projeto, auxiliando na construção do conhecimento e das práticas da responsabilidade social na Bahia.
  • Fortalecimento das linhas de comunicação da Instituição
    Criar estratégias de comunicação com seus stakeholders para fortalecer a prática da responsabilidade social criando uma identidade do Instituto IRIS como um dos promotores desta prática na Bahia.
  • Curso de Responsabilidade Social para jornalistas
    Promover o processo de sensibilização e intensificação do aprendizado em Responsabilidade Social para a imprensa local, por meio de um curso para profissionais da imprensa (jornalistas, editores e diretores), oportunizando maior proximidade e conhecimento sobre a temática abordada, além de sensibilização dos meios de comunicação propiciando uma maior divulgação de ações socialmente responsável.

Avaliação

Esperamos que ao final dos doze meses o Programa ASCENDER tenha conseguido alcançar os resultados previstos. Inicialmente construímos algumas perguntas que poderão guiar o nosso olhar para a relação existente entre as estratégias formuladas e executadas com os objetivos pretendidos.

  1. Quais os interesses e práticas presentes nas lideranças do setor privado, público e do terceiro setor, no Estado da Bahia, em Responsabilidade e Investimento Social?
  2. Quais os espaços de discussão existentes para a prática da responsabilidade e do investimento social na Bahia?
  3. Existe e/ou como está estruturada a rede de investidores comprometidos com o desenvolvimento social na Bahia e consequentemente na região nordeste do Brasil?
  4. Qual a capacidade de influenciar a prática da Responsabilidade e do Investimento Social do IRIS no cenário Baiano?