O Projeto Viagem à Literatura Infanto Juvenil, com início em 2001, incentiva a leitura através da literatura enquanto arte e não enquanto ensino da língua portuguesa com alunos de escolas da rede pública de ensino e capacitando professores com o objetivo de formar leitores críticos e conscientes.

O Projeto Viagem à Literatura Infanto Juvenil nasce como alternativa a um modelo instituído na educação brasileira, na qual a alfabetização do aluno visa apenas inseri-lo ao conhecimento da língua portuguesa, tornando-o mero decodificador.

A leitura sob esse modelo já ultrapassado concebe o ato de ler apenas como decodificação da escrita. O estudante, portanto, limita-se a leitura sem aprender a exercitar sua subjetividade e o senso crítico, não exercendo a sua individualidade capaz de relacionar fatos e compreender o mundo com mais independência. Eles se afastam da leitura desestimulando o próprio aprendizado em outras disciplinas. Sem o prazer de ler, o estudante está incapacitado de evoluir.