Projeto Ori Empreendedorismo inicia em Salvador e Feira de Santana

10 de outubro de 2019

Por meio de uma aula inaugural cheia de atrações culturais e presenças ilustres, o Projeto Ori Empreendedorismo iniciou nos polos de Salvador e Feira de Santana, respectivamente em 23/09 e 30/09. 

O Projeto traz como perspectiva a mobilidade social da juventude negra e de suas comunidades de origem, mediante a aquisição de conhecimentos teóricos, analíticos e práticos nas áreas de políticas públicas, mundo do trabalho e afroempreendedorismo, incentivando a gestão e criação de negócios sustentáveis. 

Em Salvador, o curso será realizado no Shopping da Bahia e em sua aula inaugural contou com a presença do criador do projeto professor Hélio Santos, da Gerente de Marketing do Shopping da Bahia Mayara Diniz, da representante da SETRE Juci Alves e da Diretora Executiva do Instituto Iris, Lila Lopes.

Já no polo de Feira de Santana, o curso vai ocorrer no Shopping Boulevard Feira de Santana e trouxe para abertura do projeto o Coordenador da Agenda Bahia do Trabalho Decente Hildásio Pitanga, o Superintendente do Boulevard Shopping Feira de Santana  Ricardo Mendes, a Gerente de Marketing do Boulevard Nadinne Matos e o Professor Hélio Santos trazendo uma palavra de boas-vindas para os alunos.

O grupo Sarauzinho da Calu, fez sua participação na abertura do projeto em Salvador, trazendo uma apresentação que utiliza as ferramentas da poesia, música e literatura infantil para falar de representatividade, tradição, memória e identidade negra. Em Feira de Santana o grupo Quixabeira da Matinha, trouxe a cultura do samba de roda para animar os convidados e alunos do projeto.

 

Projeto Ori Empreendedorismo 

O Projeto Ori foi concebido como um conjunto de ações afirmativas para jovens negros. Contemplando prioritariamente o eixo VII – Juventude em situação de vulnerabilidade social, definido na categoria de capacitação de trabalhadores, o Projeto Ori Empreendedorismo pretende qualificar 200 jovens negros, de 18 a 30 anos, no período de 12 meses, distribuídos em 5 cidades, sendo elas: Salvador, Lauro de Freitas, Camaçari, Feira de Santana e Simões Filho, através de curso com duração total de 780h, 156h/turma/cidade,  dividido em 07 módulos de 20h, 02 workshops de 04h cada e apresentação de Pitchs (08h) para certificação final.

Segundo o relatório de afrodescendentes lançando em 2019 pelo Banco Mundial, os afrodescendentes são parte desproporcionalmente alta dos mais pobres, com mais chances de viver na pobreza crônica que os brancos e mestiços. Juntando as populações do Brasil, Colômbia, Equador, Panamá, Peru e Uruguai, o grupo representa 38% da população total, mas são 50% dos que vivem na pobreza extrema. Os afrodescendentes também são os que têm menos anos de escolarização, passam mais vezes pelo desemprego e possuem pouca representação nos cargos de decisão, tanto na esfera pública quanto na privada.

Realizado pelo Instituto Iris, que conta com 20 anos de atuação nas áreas de responsabilidade e investimento social, o Projeto Ori Empreendedorismo tem apoio financeiro do Governo do Estado, através do Fundo de Cultura, Secretaria da Fazenda e Secretaria de Cultura da Bahia, contando ainda com a parceria do Shoopping da Bahia, Boulevard Feira de Santana e da Universidade Federal da Bahia.